OBRAS RÁPIDAS COM FAST CONSTRUCTION

Fast Construction é um método de construção rápida que acelera processos e permite a entrega das obras em um prazo muito menor.

O modelo consiste em trabalhar simultaneamente etapas do projeto, que normalmente seriam sequenciais, deixando o prazo de entrega mais curto, sem deixar de executar nenhuma ação, como em uma linha de produção.

Desde a concepção, estudo de viabilidade, localização do terreno, projeto legal, licenciamento, planejamento, desenvolvimento do projeto, logística e suprimentos.

Para isso, é preciso realizar um gerenciamento ativo de cada ação, padronizar os processos e manter o alinhamento entre custo, prazo e qualidade final.

“Na Fast Construction é possível simplificar processos, reduzir interfaces, racionalizar e sobrepor etapas com grande economia de tempo.”

Os benefícios desta metodologia são:

  • Padronização e racionalização dos processos de concepção e construção, evitando desorganização e sobrecarga no uso dos recursos em atividades não-essenciais ao projeto;
  • Rapidez, eficácia e economia de escala, gerados pela otimização dos processos e do uso dos recursos;
  • Desempenho e qualidade previsíveis, como consequência da padronização e racionalização, conferindo maior confiabilidade aos processos construtivos e de gestão dos empreendimentos.

 

Os fatores críticos para o sucesso são as ferramentas, os processos e as pessoas. É importante trabalhar com o mapeamento e redesenho dos processos, para eliminar etapas, aos simplifica-los e padroniza-los.

 

 

Esse conceito pode ser aplicado às redes de varejo, como:

  • Distribuição de combustíveis;
  • Agências bancárias;
  • Redes de Fast-food;
  • Operadoras de telecomunicações;
  • Lojas de departamentos;
  • Entre outros.

 

Esses negócios necessitam trabalhar com alta velocidade na sua expansão, com alto volume de ações simultâneas, geralmente com grande dispersão geográfica.

Por isso, a gestão dos projetos de Fast Construction devem ser precisa e confiável. Além de criteriosa ao identificar todos os responsáveis envolvidos e as suas necessidades.

Leia Também:   COMO PLANEJAR UMA OBRA

Assim é possível traçar objetivos realistas, com indicadores e metas para atestar o andamento da obra. Além, é claro, do rígido controle de qualidade, para evitar retrabalhos e os seus custos e tempo correspondentes.

 

Para conhecer mais sobre esse universo, continue acompanhando nosso blog, ou entre em contato conosco.

Um abraço! Equipe RCE

 

Referência:

http://construcaomercado17.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/82/gestao-282906-1.aspx

Compartilhe nossos Artigos!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *