A CONSTRUÇÃO 4.0

A expressão “Indústria 4.0” está em alta e é frequentemente citada por órgãos como a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). A partir dela surgiu outro conceito a Construção 4.0.

Ambos consistem na convergência digital, física e biológica com base em tecnologias de: computação em nuvem, internet das coisas, big data, blockchain, inteligência artificial e biotecnologia.

A internet abriu as portas para esta revolução, caracterizada pela produção inteligente. Empresas de todos os portes são capazes de acessar, armazenar e gerenciar dados, sendo facilitada a colaboração entre suas equipes.

 

O QUE É INDÚSTRIA 4.0

 

 

Para entender o que é Construção 4.0, precisamos ter clareza do que é a Indústria 4.0, também chamada de “A 4ª Revolução Industrial”.

Assim como em todas as outras revoluções industriais da história, a Indústria 4.0 tem como principal característica um aumento visível de eficiência e de produção.

Mas, enquanto as revoluções anteriores foram marcadas pelas surgimento de máquinas, esta usa a internet para otimizar serviços e gerenciar informações.

Todos os dados coletados, podem ser usados no estudo de melhorias e redução de falhas. Com isso, caem os custos e os processos produtivos tornam-se mais rápidos.

 

CONSTRUÇÃO 4.0

 

 

Neste contexto, a Construção 4.0 é uma ramificação da Indústria 4.0 e aplica seus conceitos na construção civil.

Há muitas ações onde a tecnologia digital pode ser usada no setor, entre elas:

 

  • Análise de mais propostas comerciais;
  • Automação no canteiro de obras;
  • Gestão de projetos com software.
  • Rastreabilidade de materiais;
  • Simulações de projetos em 3D(;).

 

Nota-se que a Construção 4.0 não prioriza apenas a manufatura de produtos, mas dá atenção aos cuidados com os projetos e às exigências do mercado.

 

 

CONSTRUÇÃO 4.0 NO BRASIL

 

 

Os dados sobre o conceito 4.0 no Brasil ainda são inconclusivos, pois a Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que o país ainda não assimilou o conceito.

Em contrapartida, o Centro de Tecnologia e Edificações (CTE) afirma que cerca de 800 empresas ligadas a cadeia produtiva da construção civil fazem uso da tecnologia 4.0 em algum dos seus processos.

Curiosamente, a maioria destas empresas está inserida nas áreas de tubos e conexões, revestimentos e porcelanatos.

 

A tendência é que depois do projeto pronto, os fornecedores entregarão o material pré-fabricado, pré-moldado e técnicos especializados farão a montagem, como hoje acontecem em linhas de produção de outros setores.

Fique atento, pois a qualquer momento pode surgir uma novidade na Construção Civil.

 

Um abraço! Equipe RCE Construtora.

Compartilhe nossos Artigos!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *